A Depressão no Casamento

Por em 15 maio, 2013 em Psicoterapia de casais | 0 comentários

É sabido que os transtornos depressivos condicionam a nossa capacidade para usufruir daquilo que vamos construindo. O pessimismo, o desinteresse generalizado e a desesperança são elementos quase sempre presentes nos casos de depressão e podem estender-se à relação conjugal. Especificamente, o facto de uma pessoa estar deprimida pode condicionar a sua percepção sobre a qualidade da relação. Conheço bem esta consequência da doença e sei que é tão difícil para o doente como para o cônjuge lidar com (mais) este problema. “Será que gosto dele(a)?”, “Estarei deprimido(a) porque deixei de o(a) amar?” são interrogações angustiantes que povoam a mente de muitos dos pacientes com quem tenho trabalhado. Mas a depressão também os pode conduzir a dúvidas como “O que será que o meu cônjuge quer desta relação?” ou “Será que esta relação tem futuro?”. Quanto mais severos são os sintomas de depressão,...

Como voltar ao mercado afetivo após o fim de uma longa relação

Por em 4 mar, 2010 em Psicoterapia de casais | 0 comentários

Após um longo relacionamento vem a separação. Alguns sentem um alívio, outros ficam mal por não ser esta a sua opção. Existem ainda os que entram em depressão e os que caem na noite. Seja qual for o caso, é hora de dar a volta por cima, sem a cobrança de começar um novo relacionamento, apenas dar um pouco de leveza à situação. Esse é um momento para aproveitar para trabalhar seu auto-conhecimento. “Assim a pessoa desenvolve mecanismos para enfrentar melhor as perdas. É um voto de compromisso com o bem-estar, que permite que a vida continue adiante”, disse ele, que oferece eventos com temas específicos, como autoestima, autoconfiança, linguagem corporal, linguagem verbal, arte da sedução, entre outros. “São oportunidades para fazer contatos e ganhar novas amizades ou quem sabe até um novo...